22 de set de 2009

Mensagem Dr. Inacio Ferreira



http:/http://http://inacioferreira-baccelli.zip.net/

22/09/2009


DROGAS - SOLUÇÕES EM CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO

Um amigo me escreve, solicitando a minha opinião para a “pandemia” das drogas que, infelizmente, vem comprometendo o futuro de muitos jovens da nova geração.

O caso — reconheço — é muito sério, com repercussões inclusive no Mundo Espiritual, dado o número de companheiros que retornam da Terra, vitimados pela “overdose”, quando não pelas sequelas de natureza mental, a requisitar demorado e complexo tratamento nos hospitais do Mais Além.

Sejamos práticos e objetivos. Em curto prazo, as drogas constituem problema de alçada policial. A questão da impunidade carece de ser, urgentemente, resolvida. Leis mais rígidas necessitam ser articuladas e postas para funcionarem, independente da classe social e do poder aquisitivo dos envolvidos no tráfico. Porque, ao contrário do que se imagina, o tráfico não se concentra apenas nas favelas.

Em médio prazo, a solução do problema, necessariamente, diz respeito à justiça social. O desemprego e/ou o subemprego fomentam a ociosidade. Cabeça e mãos desocupadas favorecem a sintonia com o mal, notadamente com a parte obscura de nossa própria personalidade. O espírito à mercê de suas inclinações e tendências tende a repetir os erros cometidos em pretéritas existências.

Em longo prazo, providência que, sendo muito otimista, talvez envolva uma ou duas gerações, a solução definitiva está na Educação. Estou me referindo, ó óbvio, à Educação abrangente e não à que cuida apenas do intelecto. Mais escolas e educadores competentes. Não se trata de alfabetizar, mas, sim, de iluminar!

Em “O Livro dos Espíritos”, obra máxima da Codificação, os Espíritos Superiores disseram a Kardec que a educação é um conjunto de hábitos adquiridos. Convenhamos que tais hábitos são adquiridos nos Dois Lados da Vida! Pouco adianta o esclarecimento do espírito na vida de além-túmulo, se, ao reencarnar, ele volta para o mesmo meio e sucumbe às suas influências nocivas.

Leiam, por exemplo, do livro “Nosso Lar”, o capítulo 47, intitulado “A Volta de Laura”. D. Laura, um dos espíritos mais lúcidos da colônia espiritual, estando prestes a reencarnar, revela por um de seus maiores medos a influência das “zonas inferiores”: “Aqui — diz ela ao Ministro Genésio —, contamos com as vibrações espirituais da maioria dos habitantes educados, quase todos, nas luzes do Evangelho Redentor; e ainda que velhas fraquezas subam à tona de nossos pensamentos, encontramos defesa natural no próprio ambiente (o destaque é meu). Na Terra, porém, nossa boa intenção é como se fora bruxuleante luz num mar imenso de forças agressivas”.

Os nossos irmãos encarnados não podem, pois, confiar apenas na capacidade moral do espírito que regressa às lides materiais, a fim de se eximir das circunstâncias de um orbe de provas e expiações. Os jovens e mesmo os adultos que caem, sob a terrível influência das drogas, como se costuma generalizar, não são espíritos assim tão repletos de mazelas. E nem, por favor, se fale em carma, porque, como ensinava Chico Xavier, o carma é algo que pode estar sendo gerado no minuto que passa!

Aproveito o ensejo destas palavras, para paternal advertência a muitos pais espíritas que estão se “esquecendo” de conduzir os filhos às aulas de Evangelização nos centros espíritas. O Evangelho, administrado desde tenra idade, é remédio e vacina: remédio para os males já adquiridos e vacina contra aqueles passíveis de ainda serem contraídos!

Em linhas gerais, meu amigo, é o que penso, orando a Deus, no sentido de que a Humanidade, no intuito de combater a calamidade das drogas, não venha a necessitar, do ponto de vista coletivo, de medidas mais extremas — que, caso se façam indispensáveis, haverão de ser providenciadas pela Lei Divina!

Sobretudo, não nos esqueçamos: no combate às drogas, tenhamos ou não familiares envolvidos diretamente com elas, todos somos convocados pelas Milícias do Bem a fazer, ainda hoje, a parte que nos compete! Seja acionando a polícia, gerando empregos e/ou proporcionando a uma criança acesso ao banco escolar!

INÁCIO FERREIRA

Uberaba - MG, 22 de setembro de 2009.


Escrito por Dr. Inácio Ferreira às 08h33

Um comentário:

neusa m.alves disse...

o nosso mundo esta cheio de traficantes ,muitas maes chorando e batalhando pelos seus filhos eu sou uma delas ,quero que jesus me ajude nessa caminhada eque eu possa livrar meu filho das drogas e amei este blog do dr. inacio pois eu leio os livros dele ,nos ajude p/que possamos ter um mundo melhor.